Crise faz com que milhares de venezuelanos busquem abrigo em Roraima

O tema foi debatido na PUC-Rio com o Professor e Coordenador da Universidade Federal de Roraima, João Carlos Jarochinski, e a Professora de Relações Internacionais da PUC, Carolina Moulin.

Crise da Coréia do Norte é um dos motivos para os confrontos militares externos

Os fortes confrontos entre o país asiático e os Estados Unidos já duram décadas e, segundos especialistas, estão longe de acabar. Neste ano, 10 mísseis testes foram lançados pela Coréia do Norte. 

Emmanuel Macron se junta a gestores que chegaram ao poder pelo voto

Presidente eleito na França repete trajetória de outros políticos egressos do mundo empresarial, como Donald Trump, nos EUA, Mauricio Macri, na Argentina, e João Doria, na Prefeitura de São Paulo

Síria completa 6 anos de guerra com trágico saldo de milhares de mortos e refugiados

Ao longo deste tempo, o país se tornou um grande campo de concentração e terror causado pelo governo do ditador Bashar al-Assad, que conta com o apoio da Rússia de Wladimir Putin

Escalada conservadora é motivo de apreensão para o planeta em 2017

Posse de Donald Trump nos Estados Unidos, formalização da saída do Reino Unido da União Europeia e possibilidade de vitória da extrema direitra na França preocupam analistas.

Analistas preveem cenário mais sombrio para a situação dos refugiados em 2017

A xenofobia e o avanço de partidos de extrema direita são aspectos que dificultam a entrada de refugiados. A crise brasileira também afeta na integração do estrangeiro no país

Especialistas explicam razões dos colombianos de rejeitar acordo com Farc

A reforma no campo, anistia e reinserção dos guerrilheiros na vida civil são pontos considerados polêmicos; A retórica do ex-presidente Uribe foi determinante para a rejeição

Votação maciça de latinos não impediu que maioria branca elegesse Trump na Flórida

Professor da PUC-Rio que acompanhou eleição presidencial nos EUA acredita que os erros cometidos pela democrata Hillary Clinton contribuíram para a vitória do candidato republicano.

País dividido é o legado da campanha presidencial mais violenta dos EUA

Ao analisar desempenho dos candidatos, professor do IRI destaca que Hillary Clinton e Donald Trump terão votos baseados não em suas qualidades, mas na rejeição que provocaram entre os eleitores.